Barata Cichetto: Poeta, Escritor, Webdesigner, Editor
Todos os Textos Publicados Têm Direitos Autorais Registrados no E.D.A.
Reprodução Proibida!

quinta-feira, março 22, 2012

À Sombra de Objetos Inexistentes


"Apenas lunáticos enxergam o lado escuro da Lua, mas quem percebe a sombra de objetos inexistentes?". Este é o principio deste poema em prosa escrito por Barata Cichetto, que fala do desespero e solidão causados pela modernidade. O título é uma "resposta" à explicação pelos membros da banda Pink Floyd ao disco "The Dark Side Of The Moon". O texto é repleto de citações "floydianas" e particularmente é dedicado a um dos maiores gênios da música contemporânea, mentor e criador do Pink Floyd, Roger "Syd" Barrett.

"Antes do começo e depois do fim... A sombra... De objetos inexistentes.". o vídeo foi montando usando trechos de filmes pornôs da década de 1920 e 30 e de outros filmes antigos, como "Viagem à Lua", além de inserções narrando o poema. Foram usados efeitos de luz e cortinas de fumaça, além de trucagens, com o intuito de criar uma atmosfera de sombra e sexualidade, como pedia o texto. Foram utilizados três programas de edição de vídeo: o Windows Movie Maker, o Vegas e o DivxLand para a inserção das legendas (o texto). A narração foi feita com o programa de código livre Audacity, e como trilha sonora, trechos de músicas da banda Pink Floyd. 


2 comentários:

  1. Eu ainda não tinha visto esse exercício de livre pensamento. Longe de parecer chula, a junção de texto, imagem e som, resultaram nessa pequena, porém bem sacada forma de poesia explícita. É para ser revista, relida e reouvida.

    ResponderExcluir
  2. Obrigado pelo comentário Genecy. Apenas coloco uma frase que faz parte do prefácio do livro O Retrato de Dorian Gray, do genial Oscar Wilde: "O Artista não tem simpatias éticas. A simpatia moral num artista traz o maneirismo imperdoável do estilo. O Artista vê e pode exprimir tudo."

    ResponderExcluir

Respeite o Direito do Autor e Não Esqueça de Deixar um Comentário. É Importante o Retorno, o Sentimento do Leitor.