Barata Cichetto: Poeta, Escritor, Webdesigner, Editor
Todos os Textos Publicados Têm Direitos Autorais Registrados no E.D.A.
Reprodução Proibida!

sexta-feira, março 08, 2013

Diário de Um Espelho


Diário de Um Espelho
Barata Cichetto
Todas as manhãs olho meu rosto no espelho embaçado
- Olha para o outro lado, estúpido vidro amaldiçoado!
Outro fio branco em minha barba, - caralho, que bosta!
Pois nos meus cabelos brancos o tempo fez sua aposta.

Outras rugas, o amarelado intenso e a pele inchada
"Cale-se, espelho nojento ou lhe parto com a enxada
E ao olhar ao meu rosto, não acho nada engraçado
Pois não vejo graça das misérias de um desgraçado.

E não tenho sanha de maldito ou alma de artista
Não sou o sonho, mas o pesadelo de um monista
Nem augusto nem dos anjos, porco poeta sebento
Pois das chagas sou o pus e das mágoas lazarento.

Nunca fui bom nunca santo, nem do pau nem do oco
Pois qualquer desgraça a mim é sempre muito pouco
Um dia ainda quebro o espelho sem nenhuma piedade
E continuo a olhar meu rosto sem qualquer felicidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Respeite o Direito do Autor e Não Esqueça de Deixar um Comentário. É Importante o Retorno, o Sentimento do Leitor.