Barata Cichetto: Poeta, Escritor, Webdesigner, Editor
Todos os Textos Publicados Têm Direitos Autorais Registrados no E.D.A.
Reprodução Proibida!

quarta-feira, abril 24, 2013

Capitão Gancho


Capitão Gancho
Barata Cichetto


Uma das falas prediletas de parentes antigos
Era que uma boa conselheira era a enxada
E daqueles que ainda se lhes diziam amigos
Que o conselho ideal era dado pela espada.

Mas entre as enxadas e espadas, fiquei perplexo
Pois pesavam muito mais que podia minha mão
E no espelho do quarto eu não via o meu reflexo
Pois tinha idéias na cabeça e fumaça no pulmão.

Pois descobri uma escada que ao Paraíso subia
E uma senhora que reluzia toda feita de ouro
Mas sem lembrar aquilo que ainda não sabia
Pensei ser belo feito bode e forte feito touro.

Sem enxadas, espadas e as escadas, cai de baixo
E não tinha ninguém a segurar minhas pernas
Então cai e cai em cima do que estava embaixo
E descobri na queda algumas verdades eternas.

Agora percorria ruas de Paris, fui à África e Bornéu
Sem querer conheci Charles parado em uma esquina
E quando menos percebi recitava poemas num bordel
Apaixonado pelas pernas da puta chamada Christina.

E das páginas brancas às escuras salas dos cinemas
Um dia era amigo de Quixote e no outro era Sancho
De Pasolini a Pitágoras conheci dogmas e teoremas
Mas queria mesmo era ser o nobre Capitão Gancho.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Respeite o Direito do Autor e Não Esqueça de Deixar um Comentário. É Importante o Retorno, o Sentimento do Leitor.