Barata Cichetto: Poeta, Escritor, Webdesigner, Editor
Todos os Textos Publicados Têm Direitos Autorais Registrados no E.D.A.
Reprodução Proibida!

quarta-feira, maio 08, 2013

A Todas as Putas do Mundo


A Todas as Putas do Mundo
Barata Cichetto

Ah, minhas senhoras e senhoritas das igrejas da rua
Que dançam na noite e que gozam de olho na Lua
Cheias de graças, desgraças e um pouco de batom
E que cantam nos palcos de motel errando no tom.

Ah, minhas meninas com olhos esbugalhados de dor
Drogas cheiradas sobre o emoldurado do imperador
Que pelas camas das damas dos poder cortejadas
E por golpes de fúria moral mortas e esquartejadas.

Ah, crianças das dores e da hipocrisia dos machos
Tecelãs do tesão, artesãs do gozo, poesia dos fachos
Deixem que eu beije seus lábios, as faces inchadas
Até a chegada da turba que as querem linchadas.

26/03/2013

2 comentários:

  1. Verdade seja dita, dizem que isso é machismo, mas porque não se é a mais pura verdade!!!

    Muito bom o poema.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, Viniciu, pelo comentário. Atualmente é tão raro as pessoas comentarem em blogues, porque afinal não dá a mesma exposição que as redes sociais. Quanto a afirmarem que isso é machismo, eu tô me fodendo pra isso.

      Excluir

Respeite o Direito do Autor e Não Esqueça de Deixar um Comentário. É Importante o Retorno, o Sentimento do Leitor.