Barata Cichetto: Poeta, Escritor, Webdesigner, Editor
Todos os Textos Publicados Têm Direitos Autorais Registrados no E.D.A.
Reprodução Proibida!

quarta-feira, junho 19, 2013

Escafandro

Escafandro
Barata Cichetto
Do Livro "Sangue de Barata" - 2003


Mergulho em águas profundas em busca de uma paixão abissal
Falta oxigênio em meu cérebro, corre em meu sangue água e sal
O mar profundo e escuro da solidão é o mundo que habito agora
Uma sereia tatuada em meu peito, uma deusa, não uma senhora

Um escafandro furado, um tanque de oxigênio de muito pesar
Bolhas de ar em meu sangue, bolhas de sangue em meu ar
Meu barco está ancorado em um porto distante da realidade
Sou apenas um mergulhador sagrado em busca de liberdade.

Mergulhar, mergulhar, mergulhar em águas mais profundas
Sereias púrpuras com peles transparentes e doces bundas
Ou sereias aladas nadando com asas de plástico amarelo
E nada em minha superfície nada com tanta graça e tão belo.

Então eu mergulho até o fundo, afundo na areia minha mão
Quase afogado, respiro profundo, busco ar em meu pulmão
O escafandro pesado abandono, a liberdade alcanço por fim
Mas ninguém irá ao mar jogar ramalhetes de rosas por mim.

8/1/2003


Read more: http://abarata.com.br/poesia_barata_detalhe.asp?codigo=2175#ixzz2WecAivSe

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Respeite o Direito do Autor e Não Esqueça de Deixar um Comentário. É Importante o Retorno, o Sentimento do Leitor.