Barata Cichetto: Poeta, Escritor, Webdesigner, Editor
Todos os Textos Publicados Têm Direitos Autorais Registrados no E.D.A.
Reprodução Proibida!

terça-feira, junho 25, 2013

Rádio Barata Livre - Barata Sem Eira Nem Beira - Programa 20

Rádio Barata Livre - Barata Sem Eira Nem Beira
Produção e Apresentação: Barata Cichetto
Segundas, das 21 as 23 horas pela Stay Rock Brasil
Reapresentação, terças, das 16 as 18.
Programa Nº. 20 - 24/06/2013

- Thunderbirds Are Go!!!
- Abertura: Spiderman - Ramones
------------------------------------------------------------------------
Bloco 1 -  A Arca do Barata (PI² ou Politicamente Incorreto ao Quadrado - 4)
- Jag Panzer - In A Gadda Da Vida
- Johnny Rivers - Secret Agent Man
- Gary Numan - Cars
- Eric Burdon And The Animals - San Francisco Nights
(Battlestar Galactica (1978))
------------------------------------------------------------------------
Bloco 2 - Cópia Infiel
Poesia: "Tempos Grossos"
- The T-Bones - How Many More Times - 1964
- Blues Magoos - Yellow Rose
- Jake Holmes - Dazed And Confused
- Spirit - Taurus
(Mod Squad)
-------------------------------------------
Bloco 3 -
- Ucla Bruin Marching Band - Aqualung
- Crazy World of Arthur Brown - Fire
- Babe Ruth - The Mexican (Live in Canada - 1974)
- Bitter Creek - Plastic Thunder (The First Heavy Metal Song Ever Made -1967)
(Captain Scarlet and the Mysterons (1967-68))
-------------------------------------------
Bloco 4 - Especial V8
- V8 - Angeles De Las Tinieblas
- V8 - Hiena De Metal
- V8 - Tiempos Metalicos
- V8 - Torturador
(Space 1999 (1975))
-------------------------------------------
Bloco 5 - Uma Ilha / Um Disco (Parte 3)
- Grand Funk Railroad - 1971 - Survival) - Gimme Shelter
- Pink Floyd (1967 - The Piper At The Gates Of Dawn) - The Gnome
- Uriah Heep (1972 - The Magician's Birthday) - Echoes In the Dark
- Pink Floyd (1973 - The Dark Side Of The Moon) - Us And Them
(The Ventures - Peter Gun)
-------------------------------------------
Bloco 6
- Mão Morta - Cão de Morte
- Detonautas - Ensaio Sobre a Cegueira
(Anjo do Espaço)
-------------------------------------------
Encerramento:
Poesia: "Oito ou Oitenta (Aos 80 Anos de Meu Pai)"
- Patrulha do Espaço - Poder (Chizzo Napoli / Versão e adaptação Castello/Benevolo)
(Perdidos no Espaço)
- Sangue de Barata - Aniversário (Barata e Raul Cichetto)
-------------------------------------------
Os Filhos da Morte Burra
(Edu Planchêz )
-------------------------------------------
Jovens sem nenhuma utopia
Caminham tensos pelas ruas de suas casas velhas
Sem nenhuma luz, sem nenhuma luz de Fernando Pessoa
Fechados nas sexuais telas da impotência
Se masturbam contemplando corpos em decomposição!
Norte da minha fé,
Onde estavam o beija-flor e o arco-íris
na hora do nascimento dessas criaturas
Quantas gotas de flor restam
nos corredores dos céus de vossas bocas?
Quais fontes clamam por vossos nomes?
Eu entrando na virtuosa idade
E eles entrando em idade nenhuma.
Os filhos da morte burra
Cheiram o branco pó da anemia,
esqueceram que um dia tocaram na poesia
da transgressão em pleno ventre de suas esquecidas mães
Esqueceram de colar o ouvido ao chão
para ouvir as ternas batidas do coração das borboletas.
Os filhos da morte burra
Jamais levantam uma folha para conhecer o labor do insetos
Jamais erguem taças de orvalho para brindar a vigorosa lua
Os filhos da morte burra,
desconhecem ou jamais ouviram falar em iluminação
Apenas abrem a boca para vomitar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Respeite o Direito do Autor e Não Esqueça de Deixar um Comentário. É Importante o Retorno, o Sentimento do Leitor.