Barata Cichetto: Poeta, Escritor, Webdesigner, Editor
Todos os Textos Publicados Têm Direitos Autorais Registrados no E.D.A.
Reprodução Proibida!

domingo, fevereiro 15, 2015

Fogo Vivo

Fogo Vivo
Barata Cichetto
Do Livro "Troco Poesia Por Dinamite" - 2015
Todos os Direitos Autorais Protegidos - Cópia Proibida

E tu também perguntas se algo em ti a mim inspira
Respondo que minha inspiração é tudo que respira
E todas as criaturas femininas sem nenhuma exceção
Despertam em mim a vontade de retirar algum tesão.

Mesmo sem ter visto pouco além de teus fartos seios
E das carnes abundantes das tuas coxas, sem receios
Afirmo que me inspiras o desejo de foder a tua bunda
Te chamando de maldita, de puta e até de vagabunda.

Mas fico eu a pensar com o botão da minha braguilha
Se pensas mesmo em foder comigo gostoso numa ilha
Ou é só curiosidade e inveja o que enseja tua questão
Incitando meu abuso poético por obra de autossugestão.

Acaso e por sinal de eternas loucuras, ainda imaginas
Grudar com a outra musa, as duas deliciosas vaginas
E por sina de minha imaginação e sendo eu um tarado
Adoraria vê-las fodendo ante o meu pau desesperado.

E diante do esplendor, do monumento carnal ao prazer
Teria eu, poeta da perversão, muitas coisas a lhe dizer
Mas sem saber se és carne real ou apenas uma miragem
Conto até dez, bato uma punheta e como a tua imagem.

E quando tua vulva molhar por desejo do meu caralho
Saberás a diferença entre o certo e aquilo que é falho
Então minha porra inundará tuas cavidades volumosas
Marcando para sempre tuas vagas verdades libidinosas.

15/02/2015

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Respeite o Direito do Autor e Não Esqueça de Deixar um Comentário. É Importante o Retorno, o Sentimento do Leitor.