Barata Cichetto: Poeta, Escritor, Webdesigner, Editor
Todos os Textos Publicados Têm Direitos Autorais Registrados no E.D.A.
Reprodução Proibida!

terça-feira, maio 05, 2015

Barata Sem Eira Nem Beira - Programa 03 - 04/05/2015

Barata Sem Eira Nem Beira - Programa 03 - 04/05/2015

Psychotic Eyes - The Hand of Fate
The Psycheground Group  - 01- Psycheground
Christopher Lee - 02. Charles the Great
Lunare Music - Ciberpajé - Lua Divinal - 03 Aforismo III

Honest John - Crazy Shoes
Ethel The Frog - Eleanor Rigby (Beatles Cover)
PJ Harvey - To Bring You My Love
Barata - Eu Sou Egoísta (Raul Seixas)

Humble Pie - I Don't Need No Doctor
Xutos e Pontapés - Sem Eira Nem Beira
Billy Bond y La Pesada Del Rock And Roll - La Maldita Maquina de Matar
Barata Cichetto - Troco Poesia Por Rock'n'Roll


Troco Poesia Por Rock'n'Roll
Barata Cichetto
(Registrado no Escritório de Direitos Autorais da FBN
Todos os Direitos Autorais Protegidos - Cópia Proibida)

A nenhum poeta é permitido seguir os passos de Rimbaud, o cínico
E passar alguma Temporada no Inferno, com o olhar de um clínico
Quanto a mim trago o Inferno nas mãos e espalho sobre a Terra Santa
E prefiro me lambuzar com o melado de putas a foder virgens na janta.

E a nenhum é permitido largar a poesia, tal Rimbaud, o mercenário
Aos poetas é permitido ter dinheiro sem guardar a alma no armário
E quanto a mim, me permito não ter luxos, médicos ou puteiros caros
De forma a manter minha obra com sensos que atualmente são raros.

A ninguém é permitido ler Rimbaud nem Bukowski com olhos de vício
O ópio e a bebida não constroem um poeta, que o é por seu sacrifício
Mas quanto a mim, não desejo ser cordeiro, nem o mártir de esquina
Apenas viciado em letras, em notas e nas pernas de uma doce cafetina.

E a nenhum, seja Dos Anjos, Verlaine ou Baudelaire, o poeta algo deve
Pois Poesia é o Espírito Santo e a Sagrada Alma daquele que a escreve
Quanto a mim, não acerto contas com outros criadores por ser deidade
E se há deuses no Infinito são eles poetas cheios de egoísmo e vaidade.

01/02/2015


Eu Sou Egoísta
Raul Seixas

Se você acha que tem pouca sorte
Se lhe preocupa a doença ou a morte
Se você sente receio do inferno
Do fogo eterno
De Deus, do mal

Eu sou estrela no abismo do espaço
O que eu quero
É o que eu penso e o que eu faço
Onde eu estou não há bicho-papão
Eu vou sempre avante no nada infinito
Flamejando o meu rock, meu grito
Minha espada é a guitarra na mão

Se o que você quer em sua vida paz é só paz
Muitas doçuras, seu nome em cartaz
E fica arretado se o açúcar demora
E você chora, você reza
Você pede, você implora

Enquanto eu
Provo sempre o vinagre e o vinho
Eu quero é ter tentação no caminho
Pois o homem é o exercício que faz
Eu sei que o mais puro gosto do mel
É apenas defeito do fel
E que a guerra é produto da paz

O que eu como a prato pleno
Bem pode ser o seu veneno
Mas como vai você saber sem tentar?

Se você acha que eu digo fascista
Mista, simplista ou anti-socialista
Eu admito, você tá na pista
Eu sou ego
Eu sou ista
Eu sou ego
Eu sou ista
Eu sou egoísta
Eu sou egoísta
Por que não?
Por que não?
Por que não?
Por que não?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Respeite o Direito do Autor e Não Esqueça de Deixar um Comentário. É Importante o Retorno, o Sentimento do Leitor.