Barata Cichetto: Poeta, Escritor, Webdesigner, Editor
Todos os Textos Publicados Têm Direitos Autorais Registrados no E.D.A.
Reprodução Proibida!

sexta-feira, janeiro 20, 2017

Como Fazer Molho de Tomate

Como Fazer Molho de Tomate

Compre na feira um quilo de tomates. Tem que ser na feira, que é livre.
Não pode ser uma dúzia de tomates, tem que ser um quilo, pois dúzia denota 12 tomates contados individualmente, já o quilo é uma quantidade indefinida, uma comunidade de tomates, digamos.
Não selecione os tomates, afinal tomates são todos iguais, embora alguns estejam mais verdes, outros sejam maiores e alguns até já estejam moles e apalpados, até mesmo podres. Pense que todos os tomates são iguais, portanto merecem estar no mesmo molho.
Para melhor identificação, tomates são vermelhos. Se não forem não são tomates. Exclua do seu molho qualquer tomate que se recuse a ser vermelho.
Não pergunte a opinião dos tomates a respeito de molhos, nem se gostariam de virar molho, se gostariam de ser misturados ao sal e outros temperos. Tomates não tem opinião própria. Afinal, nasceram para as massas.
Se um tomate gritar, pare imediatamente: tomates não tem voz. Provavelmente há um espião no meio dos tomates. Denuncie-o ao Sindicato dos Tomates Assassinos ou jogue-os simplesmente aos porcos, o que é quase a mesma coisa.
Coloque todos os tomates no liquidificador, com pouco sal e nenhuma pimenta. Pimentas vermelhas, então, nem pensar. Duas coisas vermelhas juntas não combinam de jeito nenhum.
Ferva em fogo brando até que se torne uma coisa homogênea, pastosa. Nesse momento os tomates deixaram de ser tomates e são apenas molho. Lembre-se disso!
Cozinhe a massa em fogo brando. Pode ser qualquer tipo de massa, mas algumas reagem melhor ao molho de tomate, em função da sua composição.  Alguns tipos de massas só tem sabor com molho branco, mas essas são raras.
Quando a massa estiver no ponto, cubra-a com seu molho de tomates. Massa sem molho de tomates são sem graça.
Devore tudo. Se sobrar algum resto no prato dê às massas. O molho de tomate que sobrou pode ser aproveitado para a pizza ou, com uma boa dose de conservantes pode ser industrializada e vendida em supermercados. Dá um bom lucro. Mas não se esqueça dos conservantes.
Esta receita tem o nome de Molho Gramsci, não em função dos ingredientes, mas da forma de preparo. Outras variações podem ser feitas, mas algumas usam sangue no lugar de tomates, que embora também vermelho seja indicado apenas a cozinheiros experientes.
Bon apetit!

Nota:  Cuidado com a ingestão indiscriminada desse molho de tomate, ela pode causar desconforto intestinal, que nas comunidades mais carentes se chama caganeira. Em alguns, mais sensíveis à coisas vermelhas pode causar coceira, irritação na pele e nos olhos; mas o Ministério da Saúde adverte para que a ingestão de molho de tomate, especialmente quando adicionado às massas, podem causar convulsões. Quanto à ingestão das massas, sejam elas de qualquer tipo, podem ser consumidas livremente com qualquer molho.

20/01/2017

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Respeite o Direito do Autor e Não Esqueça de Deixar um Comentário. É Importante o Retorno, o Sentimento do Leitor.