Barata Cichetto: Escritor, Filósofo, Webdesigner, Editor Artesanal - Todos os Textos Publicados Têm Direitos Autorais Registrados no E.D.A. - Reprodução Proibida!
https://presrepublica.jusbrasil.com.br/legislacao/91614/codigo-penal-decreto-lei-2848-40#art-184

25/11/2015

Barata Sem Eira Nem Beira - 31


Baron Rojo - Te Espero En El Infierno
Batalla Perpetua - Cali
Luzbel - Advertencia

Danzig - Dirty Black Summer
Bachman-Turner Overdrive - Hey You
Alice Cooper - Muscle of Love

Nazareth - Razamanaz
Motorhead - Sympathy For The Devil (The Rolling Stones Cover)
Ram Jam - Black Betty

Geordie - House Of The Rising Sun
Heart - Crazy On You
Joan Jett and the Sex Pistols - I Love Rock N' Roll

Flower Travellin' Band - Heaven and Hell
Josef K - The Missionary
Cactus - Oleo

Eddie And The Hot Rods -  Teenage Depression
Iggy Pop & Stooges - Search And Destroy
Ramones - Rock and Roll High School

Mahogany Rush  - Electric Reflections Of War
Mr Sirius - Requiem
Nador - Promisses

Natalie Merchant  - Adventures of Isabel
Pink Floyd - Dogs

17/11/2015

Barata Sem Eira Nem Beira - 30

 
 
Bob Dylan - The Times They Are a Changin'
Focus - Harem Scarem
Frank Zappa - Peaches En Regalia

Bauhaus - Bela Lugosi's Dead
Gwar - A Short History Of The End
Jettblack - Mother Fucker

Bersuit Vergarabat - El Tiempo No Para
Mago de Oz - Fiesta Pagana
Ñu - Paraiso De Flautas

Boot - Hey Little Girl
Chtonic - Takao
Soledad - Blind Guide

Uriah Heep - Lady In Black
Ritchie Blackmore's Rainbow - Catch The Rainbow
David Bowie - The Man Who Sold The World

Popa Chubby - Caffeine and Nicotine
TM Stevens - Radioactive
Foghat - Honey Hush

06/11/2015

Putíssima

Putíssima
Barata Cichetto


E se fico tímido diante da perfeita nudez do teu corpo, bato punheta olhando teu retrato seminua. E se te fodo, se te faço jorrar, num prazer enorme que percorre teu corpo, não é por vaidade, mas por um prazer inominável e sem retorno. Das minhas mazelas, herdo as sequelas. Transformo desprezo em ódio. Desejo em rancor. Tenho dor. Seja o que for. Atraso o pagamento. Do meu juramento. De não estar mais em lugar nenhum. Não tenho pátria que me honre. Nada que me desonre. Não tenho honra, tenho horror. Pavor. Não tenho glória, apenas história. E estórias. Se me chupas eu gozo. Teu gozo líquido me alimenta, me sustenta. Teu orgasmo é minha lira. E minha ira teu tesão. Te foder é chegar ao céu. Gozar contigo meu inferno. Nos teus líquidos encontro meu estado mais sólido. Sou um deus, um demônio e um homem. A Santíssima Trindade do Prazer: tua buceta, teu cu e tua boca. Fico de joelhos diante da tua buceta e chupo numa oração pagã. Deusa e sacerdotisa numa mesma criatura. Puta e dama na mesma buceta. Dor e prazer no mesmo cu. Satisfaça tua ira, faça de mim seu demônio e sua mais pérfida alucinação. A mais completa tradução. Sou seu instrumento de prostituição, guia da tua perdição. Me sacrifique aos deuses pagãos, me esfole na tua cama, me corte com tuas unhas, rasgue minha mortalha e foda com meu cadáver. Me encante com teus gemidos, na canção triste dos reprimidos. Esqueça seus comprimidos. Emudeça os reprimidos. Arraste minhas carnes pelas esquinas, e me chupe até sangrar. Se vista de homem, me vista de mulher. Me chame de puto, me chame de qualquer. Me chame de poeta, me chame de profeta! Me chame de filho da puta, seja minha puta. Absoluta. Resoluta. Impoluta. Faça comigo o que não pode ser feito, aquilo que não é perfeito, nem pode ser desfeito. Meu sangue é teu sangue, minha carne a tua carne. Meus ossos teus ossos. E se nós somos nossos, vossos serão meus restos mortais. E se te coloco de quatro e enterro meu pau no teu cu, saibas que é um poema amoroso que te escrevo. E se te chamo de puta, de vagabunda e de piranha, sei que nas tuas rimas encontro o final do meu verso, puta do meu universo. Mas o que é afinal a poesia se não uma revanche contra o que chamam de amor? Uma avalanche que destrói o que encontra no caminho. O amor são as pedras de um destino que não buscamos. Nem acreditamos. Não existem poesias de amor, todas são poesias de tédio ou de sofrimento. O pêndulo seguro pelas mãos do desejo. O amor não é "a compensação da morte ", mas a ilusão da existência. E eu, enquanto putíssimo e puríssimo poeta, formado pela deformação, informado pela contradição,  deformado pela maldição, sigo em busca de alguma coisa que não existe, feito a qualquer coveiro. Aliás, sou meu próprio coveiro, aquele que assiste ao seu próprio enterro, que enterra a si próprio numa vala a sete palmos de profundidade. E se não podes ficar assim, deixe que eu apodreça só. Afasta-te do meu cheiro de podridão e saia em busca do teu prazer, aquele que te sustenta, que te alimenta. E nem falo sobre o prazer da tua buceta sendo fodida por machos galantes, nem falo do gozo inútil e infantil, falo do prazer de ser escrava, de ser nula diante de si. Falo por mim e do desfecho cruel de minha sina. Falo de revanche, de vingança. Uma vingança que regozijarei enquanto espero a morte, com a fronte suando e o revolver na mão, sentado na esquina, te esperando com um copo de Cynar e um cigarro na mão. 

Então, Putíssima Criatura, o que esperas ainda, que não arrancas de mim todo o prazer que possas suportar? 

22/10/2015

Também publicado em: https://www.facebook.com/notes/luiz-carlos-barata-cichetto/putíssima/1283829534967347

03/11/2015

Barata Sem Eira Nem Beira - 29

ANIMAL - Hijos Del Sol
Mink DeVille - Gunslinger
Cássia Eller - Eleanor Rigby

Camel - Lady Fantasy
Suzi Quatro -  I Wanna Be Your Man
Joan_Jett - I Wanna Be Your Dog

Brown_Sabbath - Iron Man
Brown_Sabbath - The Wizard
Brown_Sabbath - Hand Of Doom

Grand Funk Railroad -  Sin's A Good Man's Brother
Mott the Hoople - Sweet Jane
Granicus - You're in America

Burning Love - Memento Mori
Iron Maiden (Essex 1965) - Falling
Lord Sutch and Heavy Friends - Good Golly Miss Molly

Pacific Sound - Gates of Hell
The Cramps - Teenage Werewolf-Sunglasses After Dark
The_Sweet_-_Cockroach

Carro Bomba - Fui
A Chave do Sol - Um Minuto Além