Barata Cichetto: Escritor, Filósofo, Webdesigner, Editor Artesanal - Todos os Textos Publicados Têm Direitos Autorais Registrados no E.D.A. - Reprodução Proibida!
https://presrepublica.jusbrasil.com.br/legislacao/91614/codigo-penal-decreto-lei-2848-40#art-184

QUEM É?

Luiz Carlos “Barata” Cichetto
Poeta, Escritor, Letrista, Webdesigner, Artesão, Editor Artesanal, Agitador Cultural


Luiz Carlos “Barata” Cichetto  nasceu em 1958 e desde meados dos anos 1970, quando ainda adolescente, começou a escrever poemas, crônicas e contos. De lá para cá tem mais de 1.000 poemas escritos, além de cerca de 3.000 crônicas e contos.

Em 1997, na ainda emergente Internet no Brasil, criou  A Barata, site voltado a divulgação de Cultura Rock com o slogan: “Liberdade de Expressão e Expressão e Expressão de Liberdade”, referência obrigatória, principalmente no meio “underground”, que foi pioneiro na publicação de trabalhos de escritores, além de criar e publicar sites gratuitos para bandas de Rock, antes mesmo do My Space.

Entre 2001 e 2005 produziu eventos culturais reunindo Arte, Poesia e Rock, em eventos denominados "Fest'A Barata" e "Vinho, Poesia & Rock'n'Roll". Entre 2002 e 2005 foi manager da banda Patrulha do Espaço, sendo criador do conceito e arte do disco ".ComPacto", de 2003. Em 2013 voltou a produzir eventos com o nome de "Rock In Poetry".

Em 2007, o poema “Sangue de Barata”, interpretada pela banda Tublues, venceu o Festival Rock na Net. Em 2010 escreveu "Vitória ou A Filha de Adão e Eva", uma Opera Rock, com a parte musical a cargo de um dos maiores expoentes do Rock Progressivo no Brasil, Amyr Cantusio Jr.

No mesmo ano criou a "Editor'A Barata Artesanal", pela qual publicou quase todos seus livros, além de dezenas de títulos de outros autores, inclusive do exterior.

Desde 1977 produz revistas independentes impressas, como a Revist'A Barata (2000 a 2004) e a Revista-Zine "Versus" (2012), e digitais, como a extinta  "PI2 - Politicamente Incorreto Ao Quadrado", e a impressa em regime semi-artesanal Gatos & Alfaces, lançada em 2014.

Apesar de considerar a Poesia como sua maior expressão de Arte, editou e lançou também livros de prosa. Em 2012, "Barata; Sexo, Poesia e Rock'n'Roll - Uma Autobiografia Não Autorizada" , uma auto-ficção. Posteriormente vieram livros de crônicas e ensaios, contos. Ainda em 2015  pretende lançar seu primeiro romance "Jorro".

Desde 2008 atua também na produção e apresentação de programas de rádio, sendo que em 2011 criou KFK Webradio, Desde 2013 apresenta o programa "Barata Sem Eira Nem Beira", pela Stayrock Brazil". Também escreve e publica resenhas sobre música em sites e blogs, de Rock.

Além desses trabalhos como escritor e editor, também é artesão e trabalhou como office boy, auxiliar, projetista de brinquedos e analista de qualidade. atualmente. Desde 1997, atua com criação de websites para Internet , tendo desenvolvido mais de 500 websites para empresas e artistas.

Em 2012 foi premiado no concurso cultural “Mini Drama”, da Secretaria de Cultura do Estado de São Paulo, e em 2013 lançou pela Editora Multifoco, o livro “Cohena Vive!”.

Seus últimos trabalhos foram a composição de "Seren Goch: 2332", também musicado por Amyr Cantusio Jr., e os livros de Poesia: "Falo" e "Troco Poesia Por Dinamite". Ainda em 2015, dois de seus poemas musicados farão parte do CD da banda de "Black Metal" Psychotic Eyes.




Informações Gerais
Nome: Luiz Carlos Cichetto
Apelido: Barata
Nome Literário: Barata Cichetto
Nascimento: 25/06/1958, São Paulo, SP
Casado com Izabel Cristina Giraçol desde 2010. 2 filhos de casamento anterior.
Nascido no bairro do Tatuapé.  
Contato
E-Mail: barata.cichetto@gmail.com
Celular: (11) 96358-9727
Website: www.abarata.com.br
Blog Principal: www.baratacichetto.blogspot.com.br
Obras Publicadas

Poesia
- Arquíloco (1981) (Mimeografado)
- Sangue de Barata (2001/2012)
- Impessoal e Transferível (2002)
- 1958 (2005/ 2012)
- Emoções Baratas (2005)
- O Cu de Vênus (2010)
- O Câncer, o Leão e o Escorpião (2011)
- Cohena Vive! ou Antes do Começo e Depois do Fim (2012)
- Versos Orgânicos (2013)
- O Poeta e Seus Espelhos (2013)
- Falo (2014]
- O Êxtase (Edição Individual)
- Troco Poesia Por Dinamite (2015)
- Pulp Poetry (2015)

Opera Rock
- Vitória, ou A Filha de Adão e Eva (com Amyr Cantusio Junior) (2010)
- Seren Goch: 2332 (com Amyr Cantusio Junior) (2013)

Poemas Musicados
- Sangue de Barata (Tublues)
- O Anjo Venusanal (Poemas de Barata Cichetto e Musicas por Amyr Cantusio Jr.) (Virtual 2011)
- Segredos /  Perpetuação / Cão Atropelado (Renato Pop)
- Ponto de Fuga – Poemas de Barata Cichetto e Musicas de Cesar Achon (Virtual 2009)
- Ciro Carvalho & Barata Cichetto – De Amor e de Sombras A Poesia de Barata na Música e Voz de Ciro Carvalho – CD Virtual - 2012
- Olhos Vermelhos / Memento Mori - Psychotic Eyes

Contos
- Contos Não Premiados (2012)
- Porcontos, Ou: A Vida Como Ela Foi (2012)
- Universo Expandido - Ou Impressões e Expressões Baratas Sobre o Processo da Metamorfose de Kafka (com Raul Cichetto) - (2010)

Crônicas e Ensaios
- O Rock Não Errou (2012) – Crônicas Rock
- Patrulha do Espaço no Planeta Rock (2013)
- Viver... É Apenas Contar História (2011)
- Syd Barrett Não Mora Mais Aqui! (2013)
- Alpha III – Uma Trajetória Musical (com Amyr Cantusio Jr.) (2013)

Auto-Ficção
- Barata: Sexo, Poesia & Rock n Roll - Uma Autobiografia Não Autorizada (2012)

Coletâneas
- 33 R.P.M. (Relicário de Poesia Marginal) (2014) (Organizador)

No Prelo:
- Manifesto Sem Eira Nem Beira (Ensaios e Crônicas)
- Jorro (Novela)
- Orgasmos Oníricos (com Nua Estrela)

Revistas / Fanzines
- Pipoca  - 1979 (Mimeógrafo)
- Estandarte da Crise (1980) (Mimeógrafo)
- Revist'A Barata (Impressa) (2001/2004)
- Revist'A Barata (Digital) (2010/2012)
- KFK Webzine (Digital) (2012)
- Versus (Impressa) (2012)
- PI2 - Politicamente Incorreto ao Quadrado (Digital) (2012/2013)
- Gatos & Alfaces (Impressa) (2014...)

Prefácios
- A-Massa Barata - Joanna Franko e Gigio Ferreira (Poesia) - Editor e Prefácio
- O Gringo da Matinta - Gigio Ferreira e Miriam Daher (Teatro) - Prefácio
- Algum Amanhã de Merda Que Para Sempre Já Morreu - Sr. Arcano (Contos) - Prefácio

Participações:
- Raul Rock Seixas Brega - Isaac Soares de Souza (Compilação)
- Noite Aterrorizante (Antologia)
- Elos & Anelos (Antologia)
- #MDrama (Antologia)



4 comentários:

  1. Não sei se pra você será uma ofensa, mas acho seu algumas das suas poesias tem uma pegada parecida com Sérgio Sampaio, assim como alguns outros tipos de texto,sei lá, foi tão instantâneo que senti vontade de publicar isso. Boa noite.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Claro que não é uma ofensa, amigo Fernando! Muito pelo contrário.

      Excluir
  2. Luiz Carlos.

    Vasculhando a internet encontrei teu site.
    A memória foi longe, lá na 1ª festa da Barata.
    Eu estive presente com Ozi dos Palmares.
    A mim marcou muito, pois foi a primeira festa, que vi as linguagens da Arte numa manifestação independente. Tudo muito simples, feito na raça, mas sem perder a originalidade.
    Lembro-me do público "rockeiro" curtindo a música nordestina de Ozi dos Palmares com muito respeito e alegria.
    Abraços e parabéns, por resistir.
    Claudete Richieri

    ResponderExcluir
  3. Olá sou Gerdal Maluco Beleza é meu nome de campanha pois aqui eu quero levantar a bandeira da Sociedade Alternativa na minha cidade Campo Largo.
    Queria saber qual sua posição sobre isso até fui recente candidato a vereador não tive êxito. Pergunto porque sou Raulseixista ja com 30 anos comecei curtir Raul com 10 anos de idade sou de 76 então nessa trajetória vejo tu falando de Raul e talvez poderia me responder sobre isso. Abraço estou conhecendo hoje seu sitem

    ResponderExcluir

Respeite o Direito do Autor e Não Esqueça de Deixar um Comentário. É Importante o Retorno, o Sentimento do Leitor.